Alves e Oliveira - Assessoria Imobiliária
É possível a renúncia de herança por mandatário?

Sim, se o mandato for instrumentalizado pela forma pública, por tabelião de notas.

Não, se a procuração for particular, ainda que traga a firma do mandante reconhecida por autenticidade.

Embora comum, na praxe advocatícia, a utilização de procuração particular para fins de inventário, concedendo poderes ao profissional inclusive para renunciar à herança, a forma não se presta para tal fim, conforme já decidiu o STJ (REsp 1236671).

A renúncia somente pode ser feita por escritura pública, hipótese em que o mandatário necessariamente terá que ter sido constituído pela mesma forma pública, ou por termo nos autos do inventário, para o que se exige igualmente a procuração pública.

Então, sendo constituído por instrumento público, é possível a renúncia de herança por mandatário?

Sim, se o mandato tiver sido outorgado especificamente para fins de renúncia, sem conter outros poderes em seu bojo.

Não, quando a procuração concede poderes para a renúncia e ao mesmo tempo para representar o outorgante no inventário, ou fazer cessão dos direitos, o que significa aceitação, não mais comportando renúncia.

A procuração para fins de renúncia de herança necessita ser específica para o ato, exclusivamente para o ato, pena de ser desnaturada em sua origem.

Então, finalmente, é possível a renúncia de herança por mandatário, desde que constituído por instrumento público, com poderes específicos e expressos para o fim?

Sim, se a procuração tiver sido outorgada depois do falecimento do autor da herança, uma vez que pelo princípio da saisine a herança somente se transmite aos herdeiros no exato momento da morte, nunca antes.

Não, se a outorga da procuração tiver precedido a morte do autor da herança, porque a lei veda a chamada pacta corvina.

E se a lei proíbe a renúncia da herança de pessoa viva, por certo restam sem eficácia os atos precedentes à renúncia, como procuração, até por que depois da morte do autor da herança o renunciante terá que estar vivo, e para o que se exigirá a comprovação de vida, quer pela aceitação, quer mesmo pela renúncia, pessoal ou por procurador constituído após a morte que desencadeou a sucessão, pena de não valer.

O art. 426 do Código Civil brasileiro é taxativo: “Não pode ser objeto de contrato a herança de pessoa viva”. E a procuração é o instrumento do contrato de mandato.

Por isso, é no mínimo temerário que o tabelião dê curso em suas notas a mandato público que objetive a renúncia de herança de pessoa viva, por que se o fim é ilegal, por não haver herança de pessoa viva, o meio restará viciado, e inócuo, portanto.

Categoria: 7 - Sucessão - Família Subcategoria: 9 - Renúncia
José Hildor Leal*
BDI nº 22 - ano: 2015 - (Assuntos Cartorários)

* O autor é Tabelião de Notas de Canela, RS.
José Hildor Leal

Veja Mais
  Febre Amarela ( Ministerio da Saúde)


  Seguro Desemprego: Novas Regras e Tabela 2017


  “Cartórios: segurança e eficiência”


  Decisões so STJ fortalecem compromisso com direito e proteção ambiental


  Confira os cuidados que se deve ter ao comprar ou vender um imóvel


  Cartórios de registros de imóveis terão de integração das centrais estaduais compartilhadas


  10 motivos para passar escritura pelo valor real do negócio


  Novo CPC exige cadastramento de empresas públicas e privadas


  O que é Microcefalia?


  Zika vírus: entenda a transmissão, os sintomas e a relação com microcefalia .


  Zika vírus: conheça os sintomas e saiba como se prevenir da doença.


  O que é dengue, seus sintomas e prevenções ?


  Bomba! Justiça brasileira legaliza maconha para uso medicinal


  ITBI - Isenção - Imóveis objeto do capital social de PJ que não se dedica à comercialização/administração desses bens


  Novembro Azul


  Qual a diferença entre Tabelião de Notas e o Registrador de Imóveis?


  Comprar um imóvel sem verificar as certidões pode ser um péssimo negócio


Alves e Oliveira - Assessoria Imobiliária
Netuai Web Uberlândia - Criação de sites , marketing digital, email marketing e administração de redes sociais
Alves e Oliveira - Assessoria Imobiliária